A sensibilidade é…

Posted: Segunda-feira, Abril 6, 2009 in Amigos, Música, Publicidade, Videos

… algo de extraordinário.

Neste mês de Abril, mês em que se canta a liberdade e se celebra o fim da ditadura é importante destacar o papel da música numa luta que  infelizmente continua a ser tão actual.

Desta forma e depois de fazer esta mini-introdução apenas quero enaltecer, agradecer e de certa forma brindar com todos aqueles que fazem com que a nossa história não se perca através da música.

noMais do que os leva a cantar é importante reconhecer o que cantam… eles são os, um grupo de Santarém que  descrevem-se desta forma: “recriação de temas e autores “ícone” da música portuguesa, desconstruidos e re-arranjados impostos pelo grupo de trabalho, resulta em pleno e situa-se allgures entre as encruzilhadas dos caminhos da liberdade e a poesia da lingua portuguesa.”

nos

Dito isto… e por me encontrar ainda maravilhada com tudo o que acabei de ver e ouvir, vos desafio a passarem pelo MYSPACE destes rapazes e a perceberem como não há choque de gerações mas sim uma harmonia entre estas.

Beijos a todos

Ana Coelho

Cheirinho do que são os Nó:

Cobre-te canalha
Na mortalha
Hoje o rei vai nu
Os velhos tiranos
De há mil anos
Morrem como tu
Abre uma trincheira
Companheira
Deita-te no chao
Sempre à tua frente
Viste gente
Doutra condiçao
Ergue-te ó Sol de Verao
Somos nós os teus cantores
Da matinal cançao
Ouvem-se já os rumores
Ouvem-se já os clamores
Ouvem-se já os tambores
Livra-te do medo
Que bem cedo
Há-de o Sol queimar
E tu camarada
Poe-te em guarda
Que te vao matar
Venham lavradeiras
Mondadeiras
Deste campo em flor
Venham enlaçadas
De maos dadas

Semear o amor
Ergue-te ó Sol de Verao
Somos nós os teus cantores
Da matinal cançao
Ouvem-se já os rumores
Ouvem-se já os clamores
Ouvem-se já os tambores
Venha a maré cheia
Duma ideia
P’ra nos empurrar
Só um pensamento
No momento
P’ra nos despertar
Eia mais um braço
E outro braço
Nos conduz irmao
Sempre a nossa fome
Nos consome
Dá-me a tua mao
Ergue-te ó Sol de Verao
Somos nós os teus cantores
Da matinal cançao
Ouvem-se já os rumores
Ouvem-se já os clamores
Ouvem-se já os tambores

Zeca Afonso

Advertisements
Comentários
  1. CAO VADIO diz:

    Muito bom, fissas no seu melhor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s