Não se cospe onde se come…

Posted: Quarta-feira, Outubro 14, 2009 in Crónicas, Noticias, Videos
Etiquetas:, , ,

Maitê Proença no Saia Justa Portugal

Hoje tive acesso a isto, através do Facebook, e considero isto uma das maiores vergonhas para os brasileiros.

Começa com um comentário à “vilazinha” de Sintra em que comenta o número da porta que está ao contrário, mas ao menos temos casas que têm portas, já não se pode dizer o mesmo das favelas brasileiras.

Quanto aos pasteis de Belém… epá nas censalas os brasileiros comiam o quê? É que pelo que sei o feijão com arroz comiam as pessoas que viviam mais ou menos bem…!

Comeste quatro pasteis porque a fominha que passas na Terra de Vera Cruz é tanta que há anos que andas com esse teu ar escanzelado a passear-te pelos nossos televisores.

“Ali a frente dos Jerónimos temos o mar… o Tejo” Ok… nem vou comentar a falta de umas boas aulas de geografia… será que no Brasil não há roteiros/guias de viagem que esta senhora se possa educar um bocadinho!?

É que todos os rios desaguam no MAR… por norma!!! Ainda mais culpa o camera pela asneira que ela própria diz…

Na wikipédia: Um rio “é uma corrente natural de água que flui com continuidade. Possui um caudal considerável e desemboca no mar, num lago ou noutro rio, e em tal caso denomina-se afluente. Podem apresentar várias redes de drenagem.”

Desembocar significa que desagua!!!

Pinheiros??? LOLOLOL São Ciprestes oh minha grandessíssima analfabruta… Ciprestes são árvores milenares de origem grega e segundo a mitologia era a tipologia de árvores mais comum no Olimpo… Ok agora vou ter de te explicar o que é o Olimpo!

“Salazar foi ditador mais de 20 anos” epá ya!!!! Foi sim senhora… mais de 21, 22, 33… lolol Foi mesmo 41 anos de ditadura de 1933-1974, já antes tinha sido ministro das Finanças o que pudemos ascender este número para 48, ou seja mais do dobro. (Esta gaja era boa para ir ao concurso “Sei menos que uma criança de 10 anos”).

Quanto aos túmulos dentro dos Jerónimos: “Vasco da Gama mortinho!” lololol e Camões que teve problemas e saiu dali!

Já agora… Oh Daniel o senhor até me parece uma pessoa culta o que anda a fazer atrás de uma tipa destas!? Provavelmente se lhe desse voz estas filmagens não teriam tanta “BESTEIRA” (com aquela pronuncia Brasileira). Mas ok… nós percebemos ela é que dormia com o Tony Ramos, nas novelas claro!

Já agora… é manuelino sim o estilo arquitectónico. D. Manuel tinha realmente bom gosto e uma mão firma para por os “escravos” (brasileiros) a trabalhar… ou como pensas que os Jerónimos foram construídos!? Ah!?

O português é esquisito? Oh minha grandessíssima ______ (deixo ao vosso critério) Esquisitos são vocês… “Mauzi”??? O que é essa merda?? Que língua é esta? Português? Não! Inglês? Também não… ahhhhhhh! É brasileiro!!

Isso existe?

Quanto à cuspidela… remata logo o tipo de pessoa que temos à frente. Mal educada, etnocentrista e inculta!

Deixo aqui algumas imagens maravilhosas do Brasil, para que esta senhora e outras como ela que vivem dos luxos e à conta da pobreza da população brasileira, que procura refugio no nosso país, possam realmente condenar esta falta de civismo e de humildade.

Acrescento a isto tudo uma legenda de da wikipédia: ”

Em relação ao trabalho infantil 151 mil novos casos foram relatados em 2006, o que implica um retrocesso em relação aos anos anteriores.[50]

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas, em Junho de 2006 a taxa de miséria baseada em renda de trabalho era de 18,57% da população, com queda de 19,8% nos 4 anos anteriores.[51] A taxa de miséria é parcialmente atribuída à desigualdade económica do país, que de acordo com o Coeficiente de Gini, é uma das maiores do mundo.

A região com maior concentração de pobreza é o Nordeste,[52] que possui áreas com grandes índices de miséria e desnutrição, devido a uma estrutura socio-econômica frágil e marcada pela desigualdade social, ocasionalmente agravada pelas secas periódicas da região, o que tem sido utilizado para fins eleitorais e oportunistas, gerando a chamada indústria da seca. Contrariamente ao senso comum, dois dos Estados mais pobres da região não sofrem bastante com secas (Alagoas e Maranhão), e há cidades da zona húmida mais miseráveis que as do sertão semi-árido. A pobreza é também comum em todas as grandes cidades do país na forma de subúrbios e favelas, comunidades pobres das cidades grandes.”

Este vídeo foi passadoo na televisão brasileira… questiono se deveriamos continuar a assistir às novelas onde esta “dondoca” entra! Não podemos, contudo, fazer represálias a um povo apenas porque há uma habitante BURRA que decide mostrar o ar da sua graça sem graça nenhuma!

Todavia gostava de ouvir um pedido de desculpas… Há portugueses a viverem no Brasil!

Ana Coelho

Ilha das Flores para quem quiser conhecer uma parte da realidade…

Advertisements
Comentários
  1. Realmente estarrecedor, pela falta de respeito e pela burrice demonstrada por esta senhora.
    Fica aqui uma sugestão para a Maitê e bando de ______ (fica ao vosso vosso critério) que riem histéricamente com este video e com os portugueses: que tal uma viagem de turismo pelas vossas favelas e regiões mais pobres do V. país, antes de voltarem à civilização (Portugal)?

  2. Rui Gama diz:

    E não há ninguém que faça engolir todas estas estupidez a esta “senhora”?
    Juro que se eu fosse advogado, processava-a por difamação!!!! Insulto à nação!
    Esta senhora deve ser uma frustrada que cospe no prato onde comeu, pois foi “amante”de um senhor chamado Miguel Sousa Tavares. Ou seja, se ela faz isto por causa de recalcamentos que ela possa nutrir a partir do seu sub-consciente, dá-se o caso de ser uma “judiaria” pessoal e como tal, deve ser punida pessoalmente para que possa engolir o veneno que espalhou e morrer saciada e com peso na consciência.
    É urgente começarmos a dar lições de civilização a esta gente hipócrita e “burra”, caso contrário, estamos a aceitar o que nos é dito e o orgulho da nação começa a ficar ameaçado…

    Que vergonha… Se o Salazar que governou 40 anos e não vinte como a estúpida disse, ainda cá estivesse, pegaria nos brasileiros e manda-los-ia a todos de volta para o país deles, que por ser tão civilizado, tenho grande grau de certeza que chegaria ao país da terra maravilhosa de favela e de futuro e o que em primeiro lugar fariam, seria procurar matar esta senhora… É a civilização deles 🙂 (Maitê a Maitê porque ela fódjeu a minha vida….) 🙂 era o que ela merecia! A sua civilizaçãozinha dar cabo daquela mente hipócrita que não mede o que diz…

    Sem mais, cada vez me metem mais repudio…

    Rui Gama

  3. Ana Coelho diz:

    Esta foi a primeira vez (acho eu!) que comentaste o meu blog! Gostei muito da tua postura! Mil beijos Gama!

  4. Sónia Dias diz:

    Deixo este comentário só para que saibas que eu li o q escreveste. Tenho passado por situações dessas quotidianamente, mas a minha situação actual não me permite comentar. De qualquer forma julgo que sabes perfeitamente qual é a minha opinião em relação a isto tudo.

    Beijos e saudades,
    Sónia

  5. Inês Gonçalves diz:

    A noite corria tranquila… esta noite fui beber um copo com amigos – entre os quais a Sra. Dona Deste Blogue ;), e, no meio da conversa, surgiu o tema da Maitêzinha. Fiquei a saber que o “Sr.” Miguel Sousa Tavares comentou aquilo que se tem passado.

    Já regressada a casa, lembrei-me de ir ver o que é que o “Sr.” tinha dito. Digo já que, apesar de sempre o ter achado com uma atitude muito elitista e mesmo enjoada, nem sei se estava à espera de ler aquilo que li… basicamente, este “Sr.” acusa o povo português de ser provinciano e de não ter sentido de humor…

    Ao que eu pergunto: mas afinal, quem é que estes gajos pensam que enganam?! Hein?! Estão tentar atirar-nos areia para os olhos?! Acham que essas opiniões de m**** e o facto de estarem a rebaixar ainda mais os portugueses vai fazer com que as pessoas voltem atrás na sua opinião?! Estão à espera que as pessoas pensem qualquer coisa do género “Ah, se o Sr. Miguel Sousa Tavares diz que a nossa reacção é provinciana, se calhar estamos todos errados…”?! É que só pode ser!!! Ele sim, é um verdadeiro provinciano armado em elitista!

    Não me venham com tretas porque eu sei distinguir muito bem sentido de humor de má educação… mas desde quando é que cuspir numa fonte de um ícone da cultura nacional e mundial é ter sentido de humor?! Nem pouco mais ou menos, aliás, eu acho que um acto desta natureza é punível por lei! E o que é que o “Sr.” tem para me dizer sobre isto?!

    Aliás, para quem escreve supostamente tão bem e, logo, supostamente conhece tanto vocabulário, acho que ele se enganou na palavra utilizada: em vez da palavra “provincianismo”, deveria usar a palavra “patriotismo” – ou então não… se calhar essa palavra não existe mesmo no vocabulário do “Sr.”.

    Sim, porque acho que a atitude dos portugueses que se revoltaram contra este triste incidente é de PATRIOTISMO e não de provincianismo. A maior parte dos portugueses sentiu-se ofendida com tanta barbaridade, e não é para menos! Não é exagero!

    Eu, enquanto portuguesa e enquanto pessoa que estudou a fundo a sua língua e a sua cultura numa faculdade de letras, sinto-me verdadeiramente ultrajada! Ou será que a minha educação fez de mim uma pessoa provinciana?! Responda-me lá, “Sr.”!!!

    Ok… mas vamos lá parar de “exacerbar o nosso orgulho nacional” e pensar um pouco noutras pessoas… como, por exemplo, nos brasileiros. Tenho lido comentários de brasileiros que também acham que a Maitêzinha esteve muito mal… ou seja, se calhar não somos só nós! Mas mais importante ainda: será que a Maitêzinha pensou nas consequências que os seus actos idiotas poderão vir a ter em relação aos seus compatriotas que vivem em Portugal?! Se calhar, nem sequer está preocupada com isso… preocupa-se mais em alardear a sua burrice aos quatro ventos e em frente ao mar Tejo…

    Mas também… o que é que se poderia esperar de uma besta que apresenta um programa chamado “Saia Justa”?! Sim, besta é a palavra apropriada, até porque, nem eu, que sou uma gulosa da pior espécie, como quatro pastéis de Belém de seguida! E não me venham dizer que “ah, e tal, os pastéis de Belém são pequenos…”!

    Olhem, sabem o que é que vos digo? Eu até nem estava numa de dar muita importância à Maitêzinha, até porque, como diz o nosso povo sabedor “vozes de burro não chegam ao céu”. Mas quando já são dois burros da espécie “figuras públicas” a zurrar nos meios de comunicação social, eh pá, já é demais! Ainda por cima quando o segundo é um representante dos burros portugueses!!!

  6. fabyana diz:

    eu quero o nome das favelas para botar no trabalho comunitario

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s