Festa de despedida do XANTARIM

Posted: Quinta-feira, Dezembro 3, 2009 in Eventos, Publicidade
Etiquetas:,

produção de Eva Nunes

É com algum pesar que dou esta notícia que para muitos não é uma novidade. O Xantarim vai fechar as portas após muitas festas e noites bem divertidas entre amigos e uma arquitectura brutal.

Estão todos convidados para uma noite de arromba! Esperemos que não seja mesmo a última.

Próximo dia 19 de Dezembro estaremos com certeza lá!

E tu!?

Ana Coelho

Advertisements
Comentários
  1. José Martins diz:

    Jamais o Xantarim fechará, só se eu não puder mante-lo a funcionar.
    Nova gerência, novo conceito, um espaço onde a alma encontra o espirito.
    A partir do inicio de Janeiro, vem, visita e não te arrependerás!

    Jota, the Martini Man

  2. Ana Coelho diz:

    Meu caro,
    Não sei quem é e quais são as suas intenções, mas deixo-lhe a minha opinião enquanto amiga e consumidora do Xantarim (esporádica).
    Infelizmente, pois não acontece só em Santarém existem pessoas que se aproveitam do trabalho dos outros para fazerem dinheiro.
    Ou seja, pelo que conheço do Xantarim e do actual dono (pelo menos até dia 19) sei que depositou muito suor naquele espaço para que hoje pudesse ter a clientela que o frequenta.
    Sempre senti, que o Xantarim não era apenas um bar que tinha um gerente com vista à produção única de lucros, mas sim um ideal que na pele de um gerente aproximou amigos que contribuíam todos os dias para que aquela casa fosse aquilo que brevemente deixará de ser.
    Como já disse, infelizmente é assim em todo o lado. Primeiros os espaços estão fechados, o público não tem acesso à cultura e ao entretenimento, depois um corajoso, revoltado pela ignorância de quem possuí capital decide tentar a sua sorte agarrando (como se diz no Ribatejo) “o boi pelos cornos”, trabalhando mais do que o possível, movendo pessoas que moram a mais de 50 km de distância que trazem outros clientes. E isto não acontece só por simpatia, mas sim por reconhecimento que está ali um trabalho bem feito.
    Depois quando estas casas, outrora abandonadas, ganham nome e clientela, surge aquilo que aqui na minha terra se chama um abutre. Ou seja, aquele que percebe que pode passar agora a explorar as casas sem terem trabalho nenhum.
    Este é o mal de que padece muitas casas portuguesas, que em tempos foram maravilhosas e que depois acabam por fechar as portas pela má gestão e prepotência de quem descarta quem realmente é bom na matéria.
    Se cabe ao Senhor com o devido respeito a nova gerência do Xantarim eu desejo-lhe boa sorte, pois os tempos são de crise e eu como moro a 50 km de Santarém, jamais me voltarei a deslocar como irei fazer no próximo dia 19 para ir a um Xantarim que já não é da “gente”.
    Atenção e quero esclarecer aqui, que o ainda actual gerente do Xantarim mal me conhece, não lhe devo nada, apenas o sincero obrigado por me ter recebido sempre tão bem sempre que lá estive.

    A todos do Xantarim um muito obrigado.

  3. EvilEve diz:

    Pois é Martini Man… O problema é mesmo uma nova gerência e um novo conceito…
    O Xantarim como tem sido nos últimos 5 anos, foi a ÚNICA noite decente e com pernas para andar, correr e saltar em Santarém.
    Falo por mim, mas tenho a certeza que MUITOS mais concordam comigo. Nos últimos 17/18 anos foi a única vez que um bar na p*t* dessa cidade me satisfez a 100%… se todos os outros que existiram e existem me satisfizerem a 30%… já é muito… (e não é uma questão de ser uma pessoa exigente ou não… já é uma questão de não ter paciência para certas coisas… e também não é o estar a ficar ‘cota’ – é mesmo o gostar de estar num sítio com o qual me identifico – nem que seja a 50%!!!)
    Infelizmente desta vez não é por má música, mau ambiente, má gerência, mau serviço, e muito menos mau espaço, mas sim por uma razão que me revolta ainda mais e que também não vale a pena falar sobre ela…

    Por isso Martini Man, desejo muito boa sorte para si e para o seu projecto. E que faça o que fizer, espero que aqueles que se tornem clientes do novo Xantarim lhe dêem pelo menos metade do valor que eu dou ao Xantarim actual para que o possa manter por muitos e longos anos.
    E este é um desejo sincero, pois é também uma pena quando espaços lindíssimos tem as portas fechadas…

    No que me toca a mim, sou de Santarém e já lá não vivo, mas uma coisa é(ra) certa, SEMPRE que lá fui nos últimos 5 anos de visita à(s) minhas família(s) – que são várias (e grandes)- a minha visita à família Xantarim nunca falhou – tiveram que levar comigo todas as noites… E desde Março que me debato com estas questões: Onde é que para o ano visito a minha família do Xantarim??? Onde é que para o ano eu vou poder estar num espaço lindíssimo, com a música que gosto, com uma bela ‘pinte’ de Guinness e com os diferentes amigos e conhecidos, de diferentes grupos e de diferentes fases da minha vida??? Onde é que para o ano vou ter noites de riso prolongado e até mesmo discussões com mais uns quantos ‘personagens’??? Porque mesmo que não seja SEMPRE como eu, eles acabam por ir aparecendo lá… Há mais umas quantas questões, mas dessas também não vale a pena falar aqui…
    Quem agradece mesmo são as minhas outras famílias – as de sangue – pois este vai ser o último ano em que saio de casa na noite de 24 para 25 de Dezembro à 00.20 para ir abrir o Xantarim, para aqueles que gostam sempre de beber um copo na noite de Natal com os amigos. (…espero que continue esta ‘tradição’)

    Eu estou-me a ‘queixar’ e no entanto, sou provavelmente das poucas pessoas que vai beneficiar com a saída do meu querido amigo Artur daí de Santarém…
    E verdade seja dita, Ele fartou-se de trabalhar para proporcionar grandes noites (e diferentes) às pessoas de Santarém (desde os mais jovens aos menos jovens – sim, porque nessa casa presenciei muitas noites de grandes misturas de gerações…) – ainda por cima não sendo ele dessa cidade e não tendo qualquer sentimento por ela (pelo menos quando para aí foi).
    Verdade também seja dita, só mesmo alguém que não conheça Santarém há muitos anos (…E a noite de Santarém!) é que poderia ir aí abrir um bar com este conceito alternativo e nas condições que foram…
    E funcionou, funcionou muito bem – o que ainda é mais frustrante…

    Os meus sentimentos perante esta situação de fim do Xantarim (como ele é presentemente) são de tristeza, revolta, indignação, impotência e frustração por isso, espero que não me leve a mal, pois não o conheço e nada posso ter contra si ou contra o seu conceito para esse espaço, mas digo-lhe com QUASE toda a certeza que a mim, o Xantarim novo pouco ou nada me irá dizer… Concerteza que por aí passarei, pois também não posso dizer taxativamente que não gosto ou não me identifico com alguma coisa sem antes a conhecer…

    No meu caso só 2 situações me levarão a passar noites de Santarém no Xantarim: ou continua num registo muito parecido com o actual, ou torna-se completamente diferente e torna-se num bar de jazz… E tenho mesmo GRANDES dúvidas de que alguma dessas 2 venham a acontecer… Mas venha o novo ano… e rápido, pois estou mesmo deserta que este acabe… E depois logo se vê…
    Por isso desejo-lhe sinceramente boa sorte! Sem qualquer tipo de sarcasmo…

    E pronto… isto já está muito testamento e lamechas e não me prolongo mais, apenas quero deixar aqui um grande bem-haja e agradecimento ao Artur por há 5 anos ter tido uma paragem cerebral e ter ido para Santarém. 😀

    E só mais um ‘pequeno’ parentesis…
    …nunca mais me esqueço do 1º diálogo que eu e o Artur tivémos quando nos conhecemos numa noite gelada de Fevereiro (1 mês depois de abrir):

    (Com um álbum inteiro de Sisters of Mercy a tocar… pensei eu quando entrei… ‘Sisters a tocar num bar em Santarém???’ Quem é este gajo e o que é que está aqui a fazer???)

    Eu – Olha, por acaso não tens aí Cure??
    Artur – (como quem pensa: pfffffff… olha-me esta… como poderia não ter…) Claro!!! É a minha banda preferida a seguir a Joy Division!!
    Eu – (com os olhos a saltar das órbitas) A sério??? Joy Division é a minha banda preferida a seguir a Cure!!!
    😀

    E com esta acho que está tudo dito e explicado…

    Obrigada puto por 5 GRANDES (curtos) anos…
    😥
    :’)

  4. EvilEve diz:

    E já agora 1 à parte: Esta é pa ti puto do c*r*lh*

    No one understands, the way you found your God,
    there’s a bullet in your hands,
    Give a dog a bone, feed him for the day,
    and teach him how to kill and,

    I am the posted fence, I am the city wall,
    stealing pounds and pence from you all.
    Still no one understands, the way you found your God,
    there’s a bullet in your hands.

    Pour salt water on the wound,
    pour salt water on the wound,
    this home is more than Bricks and Mortar,
    pour salt water on the wound.

    When the boys told you, you have the arms of a soldier,
    those arms will never hold her again.
    It’s just like I told you, when the boys told you,
    he’s gonna be a soldier for me!

    Pour salt water on the wound,
    pour salt water on the wound,
    this home is more than Bricks and Mortar,
    pour salt water on the wound.

    I hope life is good for you.
    I hope life is good for you.
    Now I hope life is good for you,
    I hope life is good for you… aaaaaaaaaaaah!
    I hope life, I hope life, Now I hope life..!

  5. EvilEve diz:

    sorry pela qualidade do som do vid… mas vale a pena ver e ouvir a original…
    😉

  6. EvilEve diz:

    ganda malhaaaaaaaaaaaa!
    RooOOoooOOoooOOooOOookanrooOOooooOOooooOOoooOooL _\m/

  7. Ricardo (Porto) diz:

    Boas,

    Pois é… ou não…

    Depois de ler tudo que anteriormente foi escrito, fico com a sensação nítida que o Artur é visto por todos como um grande Homem…

    Para mim, é ou não fácil, falar de alguém que me merece a maior consideração e por que nutro uma amizade extraordinária e não pensem que foram sempre rosas (Ah ah ah)…
    A 1ª vez que entrei no Xantarim (foi a Eva) que me abriu a porta fiquei com uma sensação do caralh_…estava a passar The Mission e eu que estava nessa cidade há 4 meses a trabalhar e só ouvia era merd_, nos outros locais que frequentava disse para mim depois de me sentar: “Este bar no Porto era brutal”. O Artur foi à minha mesa perguntar o que queria-mos… e logo a conversa passou a ser míusica, donde éramos, o que estava-mos a fazer e vice-versa.

    Hoje e depois destes anos todos a viver de perto com ele, fico com uma sensação de injustiça tão grande pela falta de reconhecimento que lhe é dada por parte dos pseudo-conhecedores/entendidos da noite Escalabitana. Falta de reconhecimento sim, ele que abriu o bar, que dormiu no Xantarim os primeiros 4/5 dias de vida do bar e que apesar das dificuldades que teve para se aguentar e foram muitíssimas, que ficou noites em que a vendeu só 1! (um!) café, e que apesar de tudo a sua boa disposição era patente.

    Posto isto e sem mais delongas sabes que serei sempre teu amigo, que poderás contar comigo como sempre até porque também me sinto um bocado parte da mobília (aí no tasco como carinhosamente sempre tratei a Meca da música, do bem estar e da família, sim porque isso é uma família) tanto no bar, como no para clube, como nas tascas da feira.

    Agora fica a pergunta no ar para todos com o pensamento igual (parecido) com o do Martini Man…

    Se o Bar desse dinheiro o Artur ia embora? Será que o Artur está rico? Será que eu (Martini Man) tenho potencial para ficar com o Xantarim?

    Vamos aguardar…

    Artur tu vais continuar no Xantarim (O Romão vai-te ligar em Janeiro e vais acertar mais um contrato.

    Rock n´roll

    Obrigado por tudo.

  8. Ana Coelho diz:

    Bem… esta mensagem é para ti Artur.

    Há coisas que a vida nos tira porque lamentavelmente a sociedade capitalista não nos deixa agarra-las (pelo menos não por mais tempo).
    A verdade é que o que já se viveu ali dentro ninguém vos tira, é vosso.
    É engraçado como um post, num simples blog, sobre uma festa de despedida do Xantarim, um bar em Santarém, move tão sinceras palavras. Provavelmente porque o Xantarim não é um bar qualquer.
    Mas o mais intrigante não é o facto de ser um bar, porque esses abrem e fecham todos os meses com melhores ou piores gerências. O que é de louvar é o ambiente e a amizade que se cria dentro das portas que acolhem o Xantarim. E se nos tempos que correm, com as dificuldades aumentar, ainda há pessoas que dedicam todo o seu tempo aos outros, então é porque temos VIDA e HUMANIDADE.
    Seja qual for o futuro do Xanta e do seu grande líder Artur (que pelos vistos inspira muita gente) eu relembro: quando as pessoas são boas atraem boas energias e vibrações.
    Um bem haja a todos e dia 19 estamos lá para nos divertirmos e para mostrar que vale a pena sonhar.
    Beijões

  9. EvilEve diz:

    Só me apetece é choraaaaaaaaar…

  10. Néca/Carlos diz:

    Obrigada Artur pelas noites k passamos no Xantarim, contigo e com os teus muitos amigos, conforme se confirma pelos comentários.
    Mas, acima de tudo, obrigada filho pela tua HONESTIDADE.
    BEIJÕES DOS TEUS ORGULHOSOS PAIS

  11. Ana Coelho diz:

    Este comentário foi dos mais bonitos que tive neste blog.
    ARTUR és um grande sortudo!

    Até sábado!

  12. Unknown diz:

    Dúvido que surja algum nos próximos tempos um bar que me faça deslocar cerca de 100Km no fim de uma semana de trabalho apenas para ouvir uma música diferente num espaço diferente com pessoas diferentes.
    Falo não só por mim, mas por alguns dos meus amigos que partilham deste mesmo sentimento.
    Ao pessoal do Xantarim um muito obrigado!! por terem gravado na minha memória grandes noites.
    Termino apenas apelando para que pelo menos as festas do Xantarim (As grandes festas!) não terminem.

    C.M.S.

  13. Bruxa diz:

    O XANTARIM sempre foi um bar “de referência” em Santarém! Localizado na zona velha e com um ‘cenário’ espectacular sempre atraiu.

    Já teve várias gerências, umas melhores, outras piores, mas nenhuma como a do Artur…

    Não querendo repetir tudo o que aqui já foi dito sobre o homem (e que subscrevo), quero só salientar que com o Artur o Xantarim conheceu os melhores anos (apesar de fisicamente o imóvel se detriorar consideravelmente, o que revela uma desresponsabilização vergonhosa por parte do dono…). Dificilmente (e acredito que boas gerências possam vir…) o Xantarim voltará a ter o carisma que alcançou nestes 5anos de vida…

    Era “o café da esquina” aquele barzinho onde, por mais espaçadas fossem as visitas (não moro em Santarém há 8 anos e vou com pouca regularidade), me sentia sempre em casa (recebida por um barbichas que nem sequer ribatejano é… :P) e tinha obrigatoriamente que frequentar (ou ficava a sensação de vazio ao regressar a casa…).

    O Xantarim já me trazia algumas boas memórias, mas com esta gerência tornou-se um motivo de orgulho, um ‘bar de jeito’ na minha terrinha e a certeza de encontrar sempre bom ambiente, malta fixe (que só revia lá…), som alternativo (du BOM cara**o!!!) e um sorriso…

    Obrigada por todos os bons momentos, obrigada pela companhia, obrigada por “facilitares a escolha”, obrigada pela amizade e sobretudo OBRIGADA PELAS MORANGOSKAS!!!

    LOL

    Hasta Siempre Xantarim

  14. Artur diz:

    Obrigado a todos pelos vossos comentários e palavras de apoio. Enchem-me de orgulho e vontade de continuar este projecto.

    Não posso é deixar de salientar que, apesar de ser o “front man” do projecto, muitas pessoas me ajudaram a construir o nome Xantarim. Não vou estar a nomear todos porque eles sabem quem são e faço questão de lhes mostrar que lhes estou muito grato.

    Foram os cinco anos mais rápidos da minha vida. Cheguei a Santarém sem experiência e saio com um sonho cumprido e, ainda mais importante, bons amigos e o respeito deles.

    OBRIGADO a todos por me terem ajudado a completar o meu sonho…

    Beijinhos, Abraços e até breve…

  15. India diz:

    Peço desculpa, e com todo o respeito… Mas o nome Xantarim já estava construido…

  16. EvilEve diz:

    sim, sim… há quase 20 anos! Conheço o Xantarim desde essa altura… E a India conhece?
    Pode não concordar cmg, mas para mim e desde essa altura, estes 5 últimos foram os melhores que aquela casa conheceu…
    E para estar a dizer isso é pq não está consciente da indignação que neste momento existe na maior parte das pessoas que frequentam o Xantarim (e de algumas que tb conheceram em outros anos anteriores)

    Sim, o nome de Xantarim e o conhecimento de um espaço fantástico já existia há muitos anos, mas se está a querer dizer que o Xantarim já foi melhor como saída à noite em Str, permita-me discordar totalmente e nem sequer me vou pronunciar mais – acho que o testamento mais acima já disse tudo…

  17. Mário Romão diz:

    Grande Eva, no teu «testamento» disseste tudo o que havia para dizer. Revejo-me totalmente no teu texto e diga-se que a primeira vez que entrei no Xantarim, durante a gerência do Artur, tive a mesma reacção que tu: «um bar em Santarém que passa Interpol!? É muito estranho…quem é o gajo que tomou as rédeas disto??» Tal como tu, também eu vivi e vou vivendo fora de Santarém, mas nestes últimos cinco anos, o Xantarim sempre foi uma referência na noite desta cidade, com a qual vou mantendo uma certa relação de amor-ódio. Lembro-me de há dois anos ter acabado um jantar de aniversário e levado a malta toda para lá, foi a minha melhor festa de aniversário de sempre :-))
    Para concluir, o Xantarim que o Artur nos trouxe foi uma lufada de ar fresco para esta cidade, foi um local para reencontrar amigos de longo data, para conhecer nova malta, para ouvir/conhecer o melhor som, para ver boas mostras de talento, para beber «chá verde», para aliviar as frustrações do trabalho e rir com a malta que por ali passava. Hoje, dia oito de Janeiro de 2010, é sábado e eu sinto-me frustrado e triste, porque é a melhor noite para se estar com os amigos no melhor bar que Santarém já teve e no entanto …
    Xantarim sempre
    Obrigado Artur

  18. Mário Romão diz:

    enganei-me na data loool é dia nove :-p

  19. CAO VADIO diz:

    Bem, depois de tudo o que disse aqui e apesar do Xanta do Artur não ter passado para este 2010, só quero mais uma vez deixar um muito obrigado ao grande Artur. Não esqueço as suas palavras após a exposição de fotografia que lá tive durante um mês. Sinto que foi um pequeno contributo meu para a grandiosidade dum espaço que todos concordam que foi de cultura. As boas amizades e as noites de festa e de excelente musica faziam com que os cerca de 120 quilometros que tenho de fazer da minha casa até Santarém valessem a pena. Sei como é perder um espaço de eleição como esse, já perdi vários aqui na cidade do Barreiro. Felizmente têm havido por cá espiritos com a teimosia suficiente para manter ou abrir espaços especiais como o Xanta. Mas como sei que a alma duma casa não está nas quatro paredes espero que essa alma de toda a gente de grande coração que fui conhecendo ao longo dos ultimos anos aí em Santarém seja suficientemente teimosa para encontrar ou criar um novo poiso para aquele final de noite em que nos encontramos em casa num bar. O Xanta do Artur foi uma semente, que é algo que não acaba em si, é algo que se desenvolve e cresce se fôr bem cuidada. Cuidem bem desse legado. Bem hajam.

  20. Morgana diz:

    Resposta ao comentário da India
    Não sou de Santarém, mas,através de pessoas k trabalharam comigo e k eram frequentadores do Xantarim, de outros tempos, eu sei um bocado da sua história. Não interessa para aqui o passado distante, o que é de relevar é o facto de um “menino” cheio de sonhos e sem experiência nenhuma, chegar a essa cidade pegar num espasso k estava fechado, à 2 anos, e, à custa de muito trabalho (talvez suor e lágrimas) não sei, conseguir realizar o seu sonho, de tal maneira bem, que os comentários atrás expressos não deixam dúvidas a ninguém. Por mim deixo a nimha opinião das vezes k fui ao Xantarim do meu amigo ARTUR, onde me senti bem, um ambiente familiar, boa música, bom serviço, simpatia e também cultura.
    Ergo a minha taça para um brinde ao meu grande amigo ARTUR
    Tchim!!!tchim!!! felicidades para o futuro.
    BEIJÃO

  21. RCosta diz:

    Nunca fui dos clientes mais assiduos do Xantas e simplesmente pk não passava muito tempo em Str. Mas agora só me resta dizer que: “Para mim a noite em Santarém acabou! Pura e simplesmente. Não saio mais à noite!”

    Um pouco radical?

    Infelizmente não! Uma vez que agora já não há nenhum bar que me faça sentir em casa e, sendo assim, prefiro ficar lá beber umas jolas com os amigos e a jogar um poker!

    Ainda me custa acreditar que quando voltar…..já não há Xantarim!

    Não há mesmo a possibilidade de resurgir? Noutro sitio provávelmente não seria o velho Xantarim! Mas um novo Xantarim com as mesmas pessoas e mesma música só poderia ser igual ou melhor.

    Se me dissessem vamos a uma festa com consumo mínimo de 50€ ou 60€ para manter (“o Xantarim”) ou erguer um novo Xantarim, eu ia!E olhem q me doi dar 10€ numa discoteca!

    Muita gente o faria e alguns até dariam dariam bem mais!

    Se puder ajudar nalguma coisa…..apitem para o site que vou sendo notificado.

    Abraço

  22. EvilEve diz:

    RCosta:

    Podes ajudar sim senhor… aparece e leva uns amigos também, este sábado no lisboa casting club / LX FACTORY na 1ª festa INDIEemFRENTE em Lisboa. Não é o Xantarim, mas tem das melhores coisas dessa casa – o Artur e a sua música 😉

    Para saberem mais visitem http://indieemfrente.com

  23. Rcosta diz:

    Evil Eve:

    Obrigado pela informacao!

    Nao vou poder ir pk nao estou no pais! Mas vi o site e descobri que as 2das sextas feiras de cada mes no FRA vao ser interessantes =) Obrigado

    Yup ajudar “o Xantarim” ja vi q nao e’ hipotese!Mas vou ver se atraves do conselho da juventude consigo sensibilizar a Camara para a situacao (isto e’ se eles ja nao souberem)! Ha varios estabelecimentos no centro da cidade com a mesma arquitectura Arabe, que tambem correm o risco de fechar, o que e’ uma pena pelos servicos q prestam a’ cidade e pelos espacos que passam a estar vedados ao publico!Nao acredito que va mudar muita coisa (ate pk estes espacos sao privados) mas ao menos tenta-se!

    Infelizmente as pessoas ainda nao perceberam que os negocios mais rentaveis sao aqueles em que ambas as partes saem a ganhar.

    Cumprimentos Rcosta

    PS:Se puderem continuar a actualizar o blog do Xantas, vao anunciando estes eventos.

    Qualquer coisa: andrecrc@hotmail.com

    (Desculpem pelos acentos, mas este teclado nao os tem=S)

  24. Marques Silva diz:

    Bom dia a todos

    Penso que muito em breve o Xantarim vai reabrir, ouvi por aí uns comentários, mas quais as vossas sugestões em todos as vertentes para que o Xantarim volte a rebentar com tudo por aí? Gostaria de saber.

    Cumprimentos a todos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s